Universidade americana abre as portas para alunos criativos

Universidade americana abre as portas para alunos criativos

Palestra GDV/Cellep/FullSail

Demo Casanova conversa com alunos do GDV em palestra motivacional.

 “A sua vida é a sua vida. Você deve controlá-la. Se você quer algo a mais, estude, aprenda, trabalhe duro e continue acreditando em si mesmo. É uma questão de tempo. ”

Esta foi a mensagem deixada para os alunos do Ensino Médio por Demo Casanova, engenheiro de música, mixagem e edição que trabalha na área de música com grandes nomes norte-americanos, como Madonna e Beyoncé, e que, em palestra realizada no dia 28 de março, transmitiu aos nossos jovens que há um espaço para eles neste mundo globalizado, tecnológico e inovador.

A palestra foi proporcionada pelo Cellep, que trabalha em parceria com a Full Sail University, de Orlando, Flórida, universidade de inovação e tecnologia que busca encontrar jovens que queiram entrar no mercado de entretenimento, mídia e tecnologia. Sua função é facilitar esse processo de admissão à universidade viabilizando a ida desses jovens para estudar nos Estados Unidos em áreas como música, cinema, arte e carreiras que envolvem a criatividade associada à tecnologia.

Público manteve-se atento durante a explanação de Demo Casanova.

Para Maria Luíza Carmo, coordenadora do Cellep e da área de Língua Inglesa do GDV, “a intervenção trouxe um grande ganho pois, entre os alunos, há um grande receio sobre o que fazer e qual carreira seguir após o Ensino Médio. Eles não têm clareza sobre como vão se colocar nesse mundo globalizado, duvidam da garantia de emprego, não tem todas as informações sobre quais são as profissões do futuro e como eles se encaixam nisso tudo. A palestra foi um alento, mostrando que há lugar para todos aqueles que desejam realizar um sonho”.

O evento foi aberto com um vídeo apresentando a universidade, seus cursos, corpo docente com experiência profissional na área, o espaço e ambiente escolar e todo o diferencial que a Full Sail oferece ao estudante interessado em lá estudar.

Casanova e a Professora Malú Carmo, coordenadora do Cellep e da área de Língua Inglesa do GDV.

Segundo Carol Olival, diretora da Full Sail University no Brasil, único centro de experiências da universidade localizado fora do campus em Orlando, eles trazem ao Brasil pessoas, principalmente aqueles que se graduaram na Full Sail, como Demo Casanova, para apresentar o programa da universidade, uma vez que os cursos que lá são oferecidos não existem no Brasil. “É difícil o jovem ter vontade de fazer um curso que, para ele,  não é uma opção real de carreira. As nossas graduações são bem específicas, como Music Production, Recording Art, Show Production, Music Business, Virtual Reality , entre outros. Fazemos esses “road shows” com graduados da Full Sail para que nossos jovens possam conhecer esses cursos, as carreiras e tudo que eles envolvem”. “Nossa função é facilitar o acesso desses jovens à Full Sail”, continua Carol, “através de um processo de entrevistas, documentação necessária, etc. Tudo é feito aqui mesmo em São Paulo. “

Ela lembra, também, que já há uma parceria da Full Sail University para outras intervenções e atividades no GDV: desenvolvimento de projetos junto ao Curso Projeto de Vida, a Maratona da Criatividade que convidará alunos a partir do 9.º ano a produzir vídeos de até três minutos, em inglês, sobre o tema “Que contribuição queremos deixar para o mundo”, tema intimamente ligado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Carol Olival, diretora da Full Sail University no Brasil

           

Em sua intervenção, com profunda interação com os estudantes do GDV, Demo Casanova mostrou grande empatia e versatilidade, sendo muito intenso e extremo quando falou sobre inovação e enfatizou que, na vida, fazer diferente é uma possibilidade.

“Tem sido uma grande experiência participar desse projeto. Para mim é uma honra poder compartilhar essa visão, pois até nos países mais tecnológicos, muitas pessoas não sabem que existem trabalhos criativos e técnicos. A verdade é que costumamos acreditar em verdades prontas, acabadas, sobre as profissões e carreiras que, muitas vezes, são impostas pela família ou pela sociedade. Acreditamos que temos limitações, que estamos reduzidos a apenas realizar algumas coisas na vida. Eu estou aqui para dizer que isso é não é verdade. Tudo é possível! Você pode fazer qualquer coisa! A minha mensagem principal é que tudo que você tem a fazer é decidir o que você deseja fazer e entender que tudo é possível”, enfatizou.