Olimpíada testa conhecimentos transdisciplinares

Olimpíada testa conhecimentos transdisciplinares

Alunos participam da 1.ª fase da Sapientia – Olimpíada do Futuro.

A Sapientia – Olimpíada do Futuro instiga os participantes a mudarem o planeta seguindo propostas da agenda 2030 da ONU. Como particularidade, destaca-se o caráter interdisciplinar da iniciativa.

Buscando instigar jovens a pensarem em resoluções para problemas reais do cotidiano segundo agenda 230 da ONU, a editora Cia. das Letras e o e Instituto Vertere organizaram neste semestre a primeira fase da Sapientia – Olimpíada do Futuro. Jovens do Brasil todo, assim como professores, pais e interessados puderam participam desta iniciativa que pretende envolver a cadeia escolar em provas de conhecimento transdisciplinar.

Além das ODSs (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável), segundo os  coordenadores da Olimpíada do Futuro, a obra “21 lições para o século 21”, best-seller escrito pelo professor israelense Yuval Noah Harari é uma grande fonte de inspiração para a Olimpíada.

Nessa primeira fase, realizada entre 23 e 31 de maio, os alunos foram desafiados, via online, a resolver 30 questões de múltipla escolha, além de escrever um texto dissertativo sobre aspectos relacionados à Educação e Tecnologias. Seguindo a tendência de que a educação do futuro é aquela que dialoga com diferentes disciplinas em vez de entender o mundo dentro de um monte de caixinhas, todas as questões da prova possuíam caráter transdisciplinar, exigindo o domínio de conceitos de diversas disciplinas pelos participantes.

Dentro de uma visão puramente científica, as questões apresentadas circularam entre temas que envolviam a evolução humana, a questão da água, da fome no mundo, valores culturais, sustentabilidade, covid-19, entre outras.

Mais uma vez o Colégio Guilherme Dumont Villares esteve presente na Sapientia, contando com a participação de 25 alunos do Ensino Médio, que participaram de encontro prévio ofertado pelos professores de Ciências Humanas sobre a Olimpíada e seus eixos temáticos. Durante a realização da avaliação eles também contaram com o suporte dos professores da área e, posteriormente, tiveram o apoio dos professores da área de Língua Portuguesa na orientação da confecção da redação que foi enviada aos organizadores junto com as respostas das questões objetivas.

Entre os dias 20 e 26 de junho, os alunos aprovados na primeira fase participarão de uma prova dissertativa sobre desafios globais contemporâneos. Até lá!